História

A história da Família Myaki no Brasil começou em 1935, quando Soiti Myaki e Yoshiko Myaki, avós paternos de Marcos Cesar Miaki, chegaram ao Brasil em busca de um Eldorado que era apregoado pelos Governos do Japão e Brasil através dos trabalhos nos cafezais. Instalaram-se em Santa Mariana, PR, trabalhando como colonos em fazendas de café, numa realidade muito mais árida que lhes foi apresentada ainda no País do Sol Nascente. No entanto, o espírito empreendedor de Soiti Myaki fez com que iniciasse sua própria produção de café, que considerava uma cultura muito nobre. Adquiriram uma pequena propriedade na mesma região, onde fizeram o plantio das primeiras 30.000 covas de café próprias.

historia-1José Ioshio Myaki, terceiro filho homem de Soiti Myaki, decidiu, ainda adolescente, buscar novos locais de trabalho, vindo a morar em Ubatuba, SP, onde trabalhou em uma indústria de pescados. No entanto, a Magia do Café já o havia conquistado, fazendo retornar ao Norte do Paraná e iniciar seu cultivo de café. Casou-se com Catarina Takahashi em 1968, então Professora Primária em Rancho Alegre, PR, e junto com outros de seus 3 irmãos, José adquiriu a primeira propriedade.

Prosperaram e rapidamente expandiram a atividade por outras localidades da região até que a Grande Geada de 1975 arrasou os campos cafeeiros do Paraná.
José e seus irmãos, depois desse desastre climático, resolveram buscar locais onde o risco de geadas fosse menor para dar continuidade à sua apaixonante atividade. José escolhe o Cerrado Mineiro, mais precisamente Patrocínio, como o local onde uma nova página de sua história poderia ser escrita. Em 1978 adquire a Fazenda Centenário, no então desconhecido Chapadão de Ferro, plantando 150.000 covas de café. No ano de 1981 José separa-se de seus irmãos, dando início ao vôo solo com seus 7 filhos. Em 1999, José Myaki falece. Seus filhos decidem cada qual seguir seu próprio caminho, prontos a cada um escrever sua nova história.

historia-2MARCOS CESAR MIAKI, adquire em 2003 sua primeira propriedade, a Fazenda LAJINHA, onde planta seus primeiros 100 hectares de café. Com o passar dos anos, Marcos inicia atividades na mítica região do Chapadão de Ferro, onde seu pai havia iniciado a história no Cerrado Mineiro.
Gradativamente, Marcos expande suas áreas produtivas adquirindo novas fazendas e iniciando a profissionalização de seus negócios. Com o passar do tempo, para atender a demanda própria, fundou seu primeiro armazém geral, o Armazém Porta do Céu.

A necessidade crescente de profissionalização fez com que fundasse a MCMiaki Coffee, que congrega seu conjunto de fazendas de café e as unidades armazenadoras sob visão moderna e sintonizada com as demandas de mercado.

Rastreabilidade, Certificações Sócio Ambientais como UTZ e RAINFOREST ALLIANCE, rigoroso Controle de Processos e Controle de Qualidade com equipe constantemente treinada segundo os principais padrões e protocolos de mercado como os da SCAA – Specialty Coffee Association of America. O aprimoramento dos processos permitiu que as empresas de Marcos pudessem se iniciar no prestigiado segmento de Cafés Especiais, atendendo clientes dos mais exigentes mercados. E, assim, um novo capítulo de sua história está sendo escrito.

He has research interests in how languages convey meaning to humans and computers, including how humans and computers process metaphors and other types help with english homework of non-literal language.